quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

Dezembro Laranja: cuidado com os danos causados pelo sol


O verão é uma das melhores épocas para se divertir com a família. Porém, nesse período, a exposição solar é maior e tomar cuidado com o excesso de sol é fundamental para evitar diversos problemas, principalmente o câncer de pele.

De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD), o fotodano gerado pelo sol é a principal causa do envelhecimento cutâneo. A exposição excessiva pode causar sardas, rugas, melasma, queimaduras e evoluir para a mais perigosa consequência que é o câncer de pele.

Para alertar a população sobre a prevenção do câncer de pele, a SBD promove o Dezembro Laranja. A campanha chama a atenção para esse tipo da doença que é o mais incidente no país, com 176 mil novos casos ao ano.

O presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Gabriel Gontijo, afirma o quanto é importante fazer consultas periódicas com um dermatologista associado à SBD e ainda reforça a necessidade de se adotar medidas simples de fotoproteção como usar filtro solar, chapéu, óculos e, ainda, evitar o excesso ao sol ficando atento aos horários mais adequados para a exposição: antes das 10h e depois das 16h.

O que você precisa saber sobre o câncer de pele


A dermatologista do Instituto de Oncologia Santa Paula (IOSP), Mônica de Mello, explica que o câncer de pele é o tipo mais comum no Brasil e sua prevalência cresce anualmente. Ele responde por 25% de todos os diagnósticos de câncer no país e está dividido em dois tipos: melanoma e não melanoma. “O excesso de exposição ao sol é a principal causa da doença, uma vez que a radiação ultravioleta é a maior responsável pelo desenvolvimento de tumores cutâneos. Se detectado precocemente, pode ser curado com facilidade”.

Segundo a SBD, o câncer de pele pode assemelhar-se a pintas, eczemas ou outras lesões benignas. Vale lembrar que somente um exame clínico realizado por um médico especializado ou uma biópsia pode diagnosticar o problema, mas é fundamental estar sempre de olho em alguns sintomas como:

- Lesão na pele de aparência elevada e brilhante, translúcida, avermelhada, castanha, rósea ou multicolorida, com crosta central e que sangra facilmente;

- Pinta preta ou castanha que muda sua cor, textura, torna-se irregular nas bordas e cresce de tamanho;

- Mancha ou ferida que não cicatriza, que continua a crescer apresentando coceira, crostas, erosões ou sangramento.

A Sociedade Brasileira de Dermatologia ainda informa que a regra do ABCDE ajuda na suspeita de uma lesão maligna alertando que um dermatologista deve ser procurado.

A = lesão assimétrica

B = bordas irregulares

C = alteração de cor

D = diâmetro maior que 6 mm

E = evolução ou modificação da lesão

Prevenção é o melhor remédio


Para prevenir esse tipo de câncer é preciso evitar a exposição excessiva ao sol e proteger-se da radiação UV seja qual for o fototipo da pele já que a incidência dos raios ultravioletas está cada vez mais agressiva em todo o planeta. Conforme informações da SBD, os grupos de maior risco são os do fototipo I e II: pele clara, sardas, cabelos claros ou ruivos e olhos claros. Além deles, pessoas que possuem antecedentes familiares com histórico da doença, queimaduras solares, incapacidade para bronzear e pintas também devem ter atenção e cuidados redobrados.

Quer curtir o verão com muito mais saúde? Siga as recomendações da SBD e fique longe desse tipo de câncer e de outros males que o excesso de sol pode causar:

- Usar chapéus, camisetas e protetores solares;

- Evitar a exposição solar e permanecer na sombra entre 10 e 16h (horário de verão);

- Na praia ou na piscina, usar barracas feitas de algodão ou lona, que absorvem 50% da radiação ultravioleta. As barracas de nylon formam uma barreira pouco confiável: 95% dos raios UV ultrapassam o material;

- Usar filtros solares diariamente e não somente em horários de lazer ou diversão. Utilizar um produto que proteja contra radiação UVA e UVB e tenha um fator de proteção solar (FPS) 30, no mínimo. Reaplicar o produto a cada duas horas ou menos, nas atividades de lazer ao ar livre. Ao utilizar o produto no dia a dia, aplicar uma boa quantidade pela manhã e reaplicar antes de sair para o almoço. Na Singular Medicamentos você encontra as principais marcas de protetores solares do mercado, confira e aproveite;

- Observar regularmente a própria pele, à procura de pintas ou manchas suspeitas;

- Consultar um dermatologista uma vez ao ano, no mínimo, para um exame completo;

- Manter bebês e crianças protegidos do sol. Filtros solares podem ser usados a partir dos seis meses.

E lembre-se sempre: aqui na Singular Medicamentos você encontra as melhores marcas nas áreas de oncologia, endocrinologia, nefrologia, angiologia e muito mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário