segunda-feira, 30 de março de 2015

Tentações e cuidados na Páscoa.

Sabendo controlar a gula, dá para comer chocolate e bacalhau sem ganhar peso.

Adoro chocolate. Os brancos são meus favoritos: a boca enche de água só ao imaginar aquela massinha doce e macia começando a derreter... Na Páscoa, as tentações estão por todos os lados. No supermercado, as prateleiras transbordam com ovos lindos e brilhantes. Aquela amiga manda e-mails, oferecendo produtos caseiros e eu aqui, suando para manter minha dieta.

Se a tortura é parecida no seu caso, melhor respirar fundo e tentar se controlar antes que o estrago seja feito. Para evitar exageros, separei uma série de dicas que sempre me ajudam quando preciso segurar meu destempero. Espero que elas também sejam úteis quando pintar aquela mousse linda na mesa e você precisar resistir.

Mas, se precisar de uma forcinha extra, conte comigo e com toda a equipe do Dieta & Saúde. Juntos, vamos vencer mais este desafio e alcançar o peso ideal sem deixar que nenhum tabletinho abale nossa convicção. Boa Páscoa e até a próxima.

Comece pela salada

No almoço de Páscoa, inicie a refeição com um prato recheado de saladas e legumes cozidos. Esses alimentos apresentam baixa quantidade calórica e são ricos em fibras que dão maior sensação de saciedade. Tempere as saladas com azeite, limão, vinagre. O azeite é rico em calorias e, por isso, tenha moderação. Para acrescentar mais sabor, utilize frutas picadas como, por exemplo, maçã, laranja e manga.


Carnes


Opte por carnes mais magras como o filé mignon, lagarto, peixes, aves (sem a pele). Retire a máxima quantidade de gordura visível do alimento. A bacalhoada é rica em calorias. Uma porção média apresenta 170 kcal. Assim, se for irresistível, controle a quantidade ingerida.

Acompanhamentos

Como acompanhamento, evite as massas com molhos ricos em gorduras como quatro queijos e branco. Dê preferência para as massas com molho de tomate ou então ao clássico arroz branco ou integral.

Sobremesa


Para a sobremesa, a melhor opção é as frutas. Evite doces muito elaborados como mousse, tortas e bolos, pois acrescentam muitas calorias à sua refeição.

Durante a ceia

Não repita a refeição, controle a quantidade dos alimentos ingeridos e opte sempre pelas preparações menos calóricas. Lembre-se também de não pegar um pouco de tudo que for servido, escolha a preparação de sua preferência e coma apenas aquilo.

Chocolate

É quase impossível ficar ileso a um ovo de Páscoa. Nessa hora, o controle é fundamental. Mas é possível passar sem que a alimentação corra algum risco. Se você está determinado a eliminar os quilos a mais, avise as pessoas que podem dar algum ovo de Páscoa. 

Diga que, nesse momento, a melhor opção é o ovo menor e menos calórico - lembrando que o chocolate diet é tão calórico quanto os tradicionais (ao leite, meio amargo). Não caia na armadilha de escolher o diet pensando que com ele o estrago será menor.

Não coma um ovo inteiro ou uma caixa de bombom em um único dia! Comer pequenas quantidades nos dias próximos da Páscoa diminuirá o risco de desistir da dieta. Se ganhou muitos ovos ou se ele for o maior, divida-os com as pessoas. Não coloque o esforço e a determinação a perder só por causa do chocolate. Se percebeu que está exagerando, pare! Não é porque exagerou em um momento do dia que deverá exagerar o dia inteiro.

Previna-se

Se esse período do ano é crucial para você e algum exagero é certo de ocorrer, uma semana antes, aumente um pouco a restrição calórica da alimentação. Além disso, determinar uma rotina de exercícios é importante para aumentar o gasto calórico e, assim, minimizar os prejuízos que o excesso alimentar trará.

terça-feira, 24 de março de 2015

Economize água durante o banho.

O Brasil é um grande desperdiçador de água. De acordo com a pesquisa do "Programa Água para a Vida", feita em parceria entre o WWF-Brasil e o Grupo HSBC, o brasileiro afirma conhecer formas de economizar o recurso, mas não as coloca em prática. Quase metade dos entrevistados (48%) admite gastar água em suas casas com pouco controle. Segundo a pesquisa, os brasileiros acreditam que diminuir o tempo de banho é a melhor forma de reduzir o consumo - mas 30% informou demorar mais de 10 minutos na atividade.

Estima-se que para banhos de 5 a 15 minutos são gastos em média de 45 a 135 litros respectivamente - uma grande diferença no consumo. Além de reduzir o tempo no banho, existem outros métodos de economizar água, principalmente com a crise hídrica acontecendo em cidades como São Paulo e Rio de Janeiro, onde alguns bairros estão sofrendo com a falta do recurso. Confira as dicas para economizar água durante o banho e como reaproveitar:

É necessário tomar banho todos os dias?


Algumas pessoas já podem ter se feito essa pergunta, devido a quantidade de água desperdiçada no banho. A dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia, explica que tomar banho diariamente é mais higiênico, principalmente no Brasil que é um país tropical. "O calor aumenta a transpiração e estimula a proliferação de bactérias", afirma. Indivíduos que moram em países frios costumam tomar banho com menos frequência, porque a sudorese é menor. "Entretanto, não há necessidade de tomar banhos longos, sendo recomendável de 5 a 6 minutos."

Dessa forma, é recomendado o banho diário para todos, principalmente durante as estações mais quentes e para pessoas que sofrem com a sudorese. Mas é preciso bom senso, uma vez que o excesso de banhos também causa prejuízos. "Banho demais provoca o ressecamento da pele e pode causar também dermatites e eczemas", ressalta a dermatologista. Ela afirma que o ideal é um banho rápido, frio, com pouco sabão e uso de bucha, escovão e outros acessórios apenas uma vez por semana. "Manter a pele hidratada também é muito importante e logo após o banho é o melhor momento para isso."

Já os cabelos devem ser lavados conforme a necessidade. "Pessoas com fios muito oleosos ou que praticam atividades esportivas diariamente devem lavá-los mais frequentemente do que aquelas com cabelos muito secos.”, afirma a especialista. Deixar de lavar o cabelo não oferece riscos para a saúde, desde que bem cuidado e escovado. Em uma emergência é possível usar o xampu a seco, um produto em aerossol que retira a oleosidade dos fios, deixando com um aspecto mais natural.

Verifique seu chuveiro


O chuveiro elétrico não é o grande vilão quando se trata do consumo de água. De acordo com Paulo Costa, diretor da H2C, empresa que desenvolve programas de racionalização de consumo de água, um chuveiro elétrico gasta oito litros por minuto em média, enquanto os chuveiros com aquecimento a gás ou boiler gastam de 22 a 26 litros de água por minuto.

"Hoje o mercado apresenta diversos modelos de chuveiros que possuem dispositivos economizadores de água - para saber se está comprando o produto correto, basta verificar na embalagem nomes e selos de economia", explica o arquiteto Rodrigo Pires, rede de franquias de escolas na área da Construção Civil. A substituição de chuveiros por duchas também contribui para a economia: enquanto um chuveiro convencional gasta aproximadamente 233 mil litros de água por ano, uma ducha gastará cerca de 140 mil litros - gerando a economia de 93 mil litros por ano em média.

Desligue o chuveiro para se ensaboar


Ligar o chuveiro, molhar o corpo, desligar o chuveiro, ensaboar-se e só então ligar o chuveiro novamente. Esse processo pode parecer estranho ou trabalhoso para algumas pessoas, mas ajuda e muito na economia. "Considerando que leva 1 minuto para se ensaboar e os gastos por tempo, podendo economizar em média de 8 a 10 litros por minuto", explica o arquiteto Rodrigo. Desligar o chuveiro para aplicar xampu e condicionador também é válido e uma prática que deve ser adotada para ajudar na economia. O mesmo vale para quem tem o hábito de desembaraçar os cabelos ainda durante o banho. É importante fechar a torneira.


Faça a coleta do excesso de água

É comum deixarmos a água correndo "sozinha" nos primeiros momentos do banho, para ajustar a temperatura. Para não desperdiçar, é possível colocar um balde embaixo do chuveiro e captar essa água que iria para o ralo. "A água coletada depois pode ser utilizada na descarga, por exemplo.", explica o arquiteto Rodrigo. Deixar o balde por perto durante o banho também ajuda na captação.
Os chuveiros a gás tendem á demorar mais tempo para ajustar a temperatura, o que pode ser um problema para quem está desligando o chuveiro para se ensaboar. Nesses casos, uma solução é deixar o chuveirinho ligado a fim de reduzir o fluxo de água sem perder a temperatura. "No entanto, o ideal é deixar a água correndo no balde, para evitar o desperdício."

A água coletada em um balde serve para dar três descargas em média - e a descarga tradicional gasta de 10 a 14 litros em média.

Banho solitário

Pela lógica, um banho coletivo ou em dupla gastaria menos água, certo? Segundo os especialistas, essa máxima não é verdadeira. Ao pensar que enquanto uma pessoa se lava a outra se ensaboa concluímos que é uma alternativa - no entanto, as trocas entre um indivíduo e outro geralmente acontecem com o chuveiro aberto, o que gera gasto. O ideal é que cada um tome seu banho de forma consciente.

Caneca e balde

Aqueles que não têm água no chuveiro todos os dias podem optar por vasilhas e canecas. E lavar-se utilizando as mesmas. Esponjas grandes e macias como aquelas usadas para lavar carro podem ser uma alternativa em vez das canecas. "Alguns estudos afirmam que um balde médio com água é suficiente para que um adulto tome banho", afirma Rodrigo Pires. A água limpa coletada durante o ajuste de temperatura do chuveiro pode ser usada para o banho nos dias em que a água falta, por exemplo.


Em caso de emergência

Momentos de economia extrema podem pedir medidas mais drásticas. Lavar apenas as axilas e área íntima pode ser uma opção quando a água está escassa. De acordo com a dermatologista, é possível fazer a higiene do corpo usando lenços umedecidos - mas obviamente o banho com água é a melhor opção. Além disso, os lenços umedecidos não garantem a higiene diária, e por isso não devem ser usados como substitutos do banho tradicional.

quinta-feira, 19 de março de 2015

Cuide-se e confira a matéria completa com a Singular.

Obesas correm risco 40% maior de desenvolver algum câncer relacionado ao peso em comparação com mulheres saudáveis. Os principais tumores ligados ao excesso de peso são: intestino, mama pós-menopausa, vesícula biliar, útero, rim, pâncreas e de esôfago. O dado foi divulgado nesta terça-feira por uma ONG britânica que realiza pesquisas com o intuito de combater o câncer.


De acordo com a ONG, de cada 1 000 mulheres obesas, 274 serão diagnosticadas, durante sua vida, com um câncer ligado ao sobrepeso. Quando comparadas a 1 000 mulheres de peso saudável, 194 desenvolverão os mesmos tipos de tumor. Este levantamento foi baseado em diversos estudos e dados oficiais sobre a incidência de câncer, obesidade e a relação entre eles na Grã-Bretanha.

Existem diferentes maneiras pelas quais a obesidade pode aumentar os riscos de câncer em mulheres. Uma das mais apontadas é a produção de hormônios pelas células adiposas, como o estrogênio. Acredita-se que este hormônio seja o combustível do desenvolvimento de alguns tipos de câncer, como mama e útero. Outra possibilidade é que o excesso de gordura cause múltiplos efeitos no metabolismo de outras células, podendo elevar o nível de radicais livres e danificar o DNA celular.


Prevenção - "Ajudar as pessoas a entender como elas podem reduzir seus riscos de desenvolver câncer continua a ser crucial na luta contra a doença", afirma Julie Sharp, chefe do setor de informações para saúde. Ela lembra que a probabilidade de uma pessoa ter um tumor é uma combinação de vários fatores, como genética, ambiente e envelhecimento. "Embora não possamos comandar alguns desses aspectos, é preciso agir sobre aqueles que controlamos, a exemplo de não fumar, ter alimentação e peso saudáveis e beber moderadamente.”

segunda-feira, 16 de março de 2015

Os erros que lhe impedem de emagrecer.

Primeiro semestre de 2015, resolução renovada: perder o excesso de peso adquirido nos banquetes de fim de ano e até mesmo aqueles outros quilinhos que foram se acumulando ao longo do ano.

A intenção é boa, mas é preciso saber que alguns erros atrapalham e atrasam toda a dedicação que uma pessoa pode ter em uma dieta. Ficar sem comer por um longo período, por exemplo, só atrapalha o metabolismo e sinaliza para o organismo a poupar tudo o que é consumido depois. Incrementar pratos saudáveis, como uma couve flor, com ingredientes calóricos, como queijos, creme de leite e muito óleo só acrescenta calorias e dificulta o emagrecimento.

1. Não comer de três em três horas: 


Um dos principais erros. Se não seguir essa regra, o organismo entende que deve estocar gordura, pois não sabe quando receberá comida de novo. Comer nesse intervalo ajuda a acelerar o metabolismo. Lembre-se de comer em pequenas quantidades.

2. Pular a entrada das refeições: 


Atenção, isso não quer dizer que você pode comer todos os petiscos antes de uma refeição, mas sim que consumir salada antes do prato principal faz você comer menos - e emagrecer.

3. Cortar o doce totalmente: 


A curto prazo, até funciona, mas praticamente ninguém consegue manter uma disciplina assim a longo prazo. Quando der vontade de comer doce, prefira o chocolate amargo (40g), que, além de controlar a vontade, carrega antioxidantes ótimos para o organismo.

"Engordar" os alimentos: a couve-flor, por exemplo, carregam 25 calorias a cada 100 gramas. Acrescida de óleo, creme de leite e queijos amarelos, no entanto, fazem as calorias se multiplicarem.

5. Ir dormir com fome: 


Quem dorme com fome tem tendência a exagerar no café da manhã, preferindo alimentos calóricos para tentar suprir a necessidade da noite anterior. O ideal é um lanche leve, sempre recomendado pelo nutricionista.

6. Dizer adeus à dieta nos finais de semana: 


O que vai acontecer é simplesmente anular todo o esforço da semana. Um nutricionista saberá dizer, de acordo com o seu tipo físico, se você pode ter alguma refeição livre durante a semana. Lembre-se, é preciso disciplina e dedicação para perder peso.

7. Não procurar orientação nutricional: 


Isso é importante, afinal, as necessidades calóricas de cada pessoa são individuais. Se você resolver usar a dieta da vizinha, pode ser que não emagreça e, o pior, até engorde. Não dá para brincar com o metabolismo: um nutricionista saberá indicar a melhor dieta para sua altura, IMC e necessidades diárias.

8. Comer à vontade: 


Não é por que um alimento é saudável que você deve consumi-lo em quantidades exageradas. Todos eles contêm calorias que, em excesso, podem acabar com a dieta.

9. Dietas monótonas ou restritivas: 


Gosta de cenoura? Ótimo, mas não consuma só esse tipo de verdura todos os dias, a chance de enjoar é muito grande. Além disso, um tipo de alimento só não compreende todas as vitaminas necessárias. Variar nas saladas e outros alimentos são atitudes fundamentais.

10. Pular o café da manhã: 


É um dos piores erros, já que o café da manhã garante saciedade e controla a compulsão por alimentos até o final do dia. Prefira consumir alimentos integrais nesse período. A aveia é uma excelente opção, mas lembre-se sempre de variar para não enjoar de um alimento.

sexta-feira, 13 de março de 2015

Aprenda 12 hábitos típicos das mulheres que nunca estão cansadas.

Se você já quis ser aquela pessoa – que tem energia infinita ao longo do dia, que nunca parece estar cansada e que jamais soltou um bocejo no meio de uma reunião –, vai ter de adotar certos hábitos de sono mais saudáveis. Se você acha que para ter uma boa noite de sono basta encostar a cabeça no travesseiro e fechar os olhos, está enganada.

Para ficar descansada, você tem de organizar uma rotina que promova energia durante o dia e sono à noite. Isso significa se acostumar com um horário adequado de ir para a cama, regular o consumo de cafeína e até mesmo investir num par de meias de dormir. Confira abaixo os hábitos das pessoas descansadas e comece a sonhar com um sono melhor:

Pessoas descansadas não apertam o botão de soneca do despertador


O botão de soneca é o pior inimigo de quem está cansado: é tentador demais e oferece recompensa imediata, mas vai te fazer se sentir mais cansado durante o dia. O sono pós-alarme não é de boa qualidade. Se você é do tipo que acerta o despertador para tocar um pouco mais cedo só para curtir aqueles minutos a mais de sono, talvez seja a hora de abandonar esse hábito. Melhor acertar o despertador para a hora certa e abandonar a sonequinha de uma vez por todas.

E elas raramente comem donuts no café da manhã


Um doce portátil e cheio de açúcar pode ser conveniente e delicioso, mas não é o combustível de que seu corpo precisa para atravessar o dia. Carboidratos simples, como os de um donut, dão um barato rápido, mas depois vão te derrubar. Em vez de comer um cereal açucarado, escolha um café da manhã rico em proteínas e de baixo teor de açúcar, como aveia com sementes de chia ou uma quiche de ovos com vegetais.

Elas não tomam café depois do almoço


Se você gosta de tomar um café para afastar a leseira inevitável do fim da tarde, está perpetuando um ciclo vicioso. A cafeína de ontem à tarde é pelo menos em parte responsável pelo cansaço de hoje, afinal de contas consumir esse estimulante muito tarde pode atrapalhar seu sono. Os especialistas sugerem evitar cafeína pelo menos seis horas antes de deitar, mas cada pessoa reage de maneira diferente. Essa medida ajuda a garantir um sono mais restaurador. Depois de superar a abstinência inicial daquele cafezinho vespertino, você vai perceber que tem mais energia no período da tarde.

Elas com certeza não fumam


Sono de má qualidade e dificuldade para pegar no sono estão entre os muitos efeitos negativos ligados ao cigarro. Apesar de a nicotina ser um estimulante, fumar diminui os níveis de energia, pois reduz o fluxo de oxigênio que entra na corrente sanguínea. Fumantes também relatam mais dificuldade de manter o sono em comparação com não-fumantes. Largue o cigarro e tenha bons sonhos.

Pessoas descansadas conversam com os colegas durante o dia


Em alguns escritórios, é fácil se esconder atrás da tela do computador. Mas, se você estiver se sentindo meio devagar, conversar com um colega pode ser a injeção de energia de que você precisa. Bater um papo pode te deixar mais alegre e mais acordado. Se você achar que está com a pilha fraca, considere pedir para um colega dar uma volta pelo escritório com você. O movimento e a conversa vão ajudar a dissipar a névoa mental da tarde, e seu colega pode até mesmo te ajudar a resolver problemas do trabalho.

Elas se exercitam – e pelo menos algumas horas antes de se deitar


Sono e exercícios físicos costumam ter relação direta: segundo um levantamento de 2013 da Fundação Nacional do Sono, quem diz se exercitar mais também relata um sono melhor. Algumas pessoas se sentem inquietas depois da academia, então treinar algumas horas antes de ir para a cama pode ser uma boa ideia.

Elas não tomam um drinque para relaxar


Umas taças de vinho podem te ajudar a se sentir cansado, mas elas não vão te trazer um sonho melhor. Uma resenha de 20 estudos sobre o álcool realizada em abril de 2013 apontou que, entre outras várias coisas, o álcool pode interromper o sono REM. E, quando seu efeito passa, você tende a acordar mais durante a noite. (As mulheres têm particularmente mais dificuldades para manter um sono imperturbado se tiverem bebido.)


Elas não assistem Netflix na cama 


É uma triste verdade, mas assistir uma temporada inteira de House of Cards antes de dormir não vai ajudar a descansar mais – e não só porque serão 13 horas seguidas assistindo vídeo. A luz do computador ou do tablet pode afastar o sono e te fazer acordar grogue no dia seguinte. Comprometa-se a deixar de lado os aparelhos eletrônicos pelo menos uma hora antes de se deitar. E mantenha-os fora do quarto.


Elas pensam em coisas simples e agradáveis antes de cair no sono


Contar carneirinhos pode não ser uma atividade tranquila o suficiente para induzir o sono. Como relatamos previamente, contar carneirinhos exige muita atividade mental. Mas pensar numa praia paradisíaca ou numa cachoeira pode acelerar a chegada do abraço de Morfeu.


Quem dorme bem não deixa os animais subirem na cama


Seu cachorrinho pode ficar chateado de ser banido da cama, mas você vai descansar melhor assim. 30% dos donos de animais de estimação que dormem com os bichos relatam acordar no meio da noite por causa do companheiro peludo. Você vai dormir melhor se seu amigo de quatro patas estiver no chão.
 
Elas dormem de meia


Um quarto frio é ideal para um sono saudável, mas pés gelados, não. Pés e mãos quentinhos podem ajudar a te fazer pegar no sono mais rápido, então vista seu par de meias favorito antes de se enfiar debaixo das cobertas.

Elas não dormem até (muito) tarde no fim de semana


Dormir o mesmo número de horas todas as noites é importante para um sono consistente. Você pode querer passar o sábado inteiro na cama, mas fazer isso vai mexer com seu relógio biológico (assim como ficar acordado até muito mais tarde).

Esse fenômeno é chamado de jet lag social . Manter uma rotina o mais regrada o possível tanto para a hora de dormir quanto para a de acordar vai ajudar a manter seu relógio interno sempre na hora certa.

quarta-feira, 11 de março de 2015

11 dicas para combater a TPM naturalmente.

Os sintomas mais comuns são raiva e irritabilidade, suficientemente graves para interferir nas atividades diárias e ter impacto sobre a qualidade de vida da mulher e de seus amigos e familiares. “Elas não precisam conviver com a TPM e o autoconhecimento é fundamental para aprender a lidar melhor com o desconforto causado pelo período”, comenta o ginecologista e obstetra José Bento, autor do livro “TPM sob Controle” (Ed. Alaúde).

Algumas pílulas anticoncepcionais de nova geração amenizam muitos os sintomas. Mas os medicamentos não são a única forma de domar a TPM. Veja as dicas a seguir.

1. Aposte na linhaça.


Rica em fibras e vitaminas, a semente melhora o problema da retenção de líquidos. “A alta concentração de ômega 3 e 6 é um precioso preventivo dos incômodos causados. Consuma duas colheres (sopa) por dia na forma de farinha ou de semente”, orienta a médica ortomolecular e nutrologista Sylvana Braga.

2. Coma os alimentos certos. 


Além da linhaça, capriche na ingestão de soja e gergelim, que aumentam a entrada de magnésio nas células e diminuem a contração das cólicas. “A soja tem ainda fito hormônio que auxilia na melhora do quadro de ansiedade. Já as frutas, por terem vitaminas A e B, contribuem para amenizar a irritabilidade”, argumenta a nutróloga Samantha Enande, da Clínica Valéria Marcondes.

3. Fuja dos errados.


Fumar ou tomar bebidas alcoólicas estão proibidos, pois intensificam as dores de cabeça. “Diga não à cafeína, presente no café, nos chás e refrigerantes do tipo cola. A substância aumenta a irritabilidade e a dificuldade de pegar no sono. Não se esqueça de diminuir o sal da comida para impedir o inchaço”, acrescenta a endocrinologista Alessandra Rascovski. Evite também enlatados, condimentados, açúcar refinado, bolos e gorduras em geral.

4. Não caia na tentação do chocolate.


“Ele proporciona um prazer momentâneo e, após o término dessa sensação, ocorre o desencadeamento da depressão”, alerta a nutróloga Samantha Enande.

5. Beba muita água. 


A melhor forma de eliminar líquidos é ingerindo água pura. “A bebida estimula os rins a trabalhar mais e a jogar fora o sal”, argumenta Alessandra Rascovski.

6. Prepare chá de ervas. 


“As plantas medicinais estão disponíveis na forma de estratos para aviamento em farmácia de manipulação. Uma é o vitex agnus castus, uma árvore que atenua os picos hormonais. Há ainda outras como hipérico, angélica e óleo de linhaça”, recomenda o médico Alex Botsaris, especialista em medicina complementar.

7. Complemente com suplementos.


As vitaminas B6 e E, o cálcio e o magnésio trazem efeitos benéficos. “É uma opção razoável para mulheres com sintomas leves a moderados da TPM. Mas a prescrição deve ser avaliada sempre pelo ginecologista – ninguém deve se automedicar, nem mesmo com vitaminas”, alerta Barbara Murayama.

8. Mexa os quadris.


“A dança do ventre auxilia nos sintomas, uma vez que, enquanto dançam, as mulheres se distraem e acabam esquecendo os problemas do dia-a-dia e aliviando o estresse”, comenta a professora de dança do ventre Débora Sabongi, da casa de chá egípcia Khan El Khalili. Fora isso, os exercícios massageiam os órgãos internos e a região uterina, contribuindo para aliviar as cólicas.

9. Se entregue aos florais.
 


A técnica de Bach auxilia no alívio de vários sintomas da TPM. Aposte nos florais Rescue Remedy (com cinco flores), Olive (para cansaço e desânimo) ou Crab Apple (elimina líquidos e alivia o inchaço).

10. Faça uma drenagem linfática manual.



“Através das manobras, o profissional detecta os pontos de maior obstrução no sistema linfático e enfatiza a massagem na região específica para aumentar a diurese e o alívio do inchaço, além de relaxar”, diz a fisioterapeuta Vera Fernandes, do Centro de Bem Estar Khora. O ideal é fazer as sessões uma semana antes da menstruação.

11. Experimente o óleo de prímula.



“Ele ajuda a reduzir os sintomas de dor e engurgitamento mamário. Mas, isolado, o óleo de prímula não é suficiente para resolver todos os sintomas da TPM. É necessário associar outros ativos ou tratamentos”, alerta Alex Botsaris.

terça-feira, 10 de março de 2015

10 motivos para você largar o sedentarismo

Mexer-se faz bem para o corpo e a mente, ajuda no sono e te deixa de bom humor. Veja mais motivos para começar uma atividade hoje mesmo!

Resistir à preguiça e adotar uma rotina de exercícios nem sempre é fácil, a gente sabe, mas vale muito a pena. Fábio Cardoso, especialista em medicina preventiva, garante: "Quem se exercita com frequência atrai uma série de coisas positivas para a vida". Confira a seguir 10 bons motivos para encontrar uma brecha na correria e encaixar uma atividade física no seu dia a dia.

Reduz o risco de infarto e AVC


"Tanto os exercícios aeróbicos (como a caminhada e a natação) quanto os anaeróbicos (como a musculação) podem reduzir em até 15% o colesterol ruim", explica Cardoso. A gordura em excesso no sangue está ligada a diversas doenças cardiovasculares. Por isso, aliados a uma alimentação saudável, os exercícios diminuem as chances de problemas no coração. O risco de sofrer um AVC também fica menor.

Emagrece


Não existe milagre: para perder aquele pneuzinho, a dica é comer direito e mexer o corpo. Nesse caso, opte por exercícios aeróbicos. Subir escadas por 10 minutos, por exemplo, queima 150 calorias, o equivalente a um bombom. Não escolha um exercício muito pesado, que te deixe esgotada em dois minutos, nem um muito leve, que você faça com os pés nas costas.

Melhora o humor


A explicação para a felicidade de quem pratica atividades físicas está na biologia: durante a movimentação do corpo ocorre a liberação da endorfina, um hormônio que gera uma sensação de bem-estar e que até diminui o estresse.

Deixa você mais disposta

Acha que não vai conseguir ter pique para manter a rotina de exercícios por meses a fio? Bobagem. "Nosso corpo se adapta à rotina que oferecemos a ele", afirma o médico. Assim que você começar a se exercitar, terá mais disposição para atividades físicas e para as outras atividades do seu dia. Tem que dar o primeiro passo.

Previne a osteoporose


Para deixar os ossos fortes, não basta beber leite. "Os exercícios fazem com que os ossos se fortaleçam e fiquem mais resistentes", afirma o médico. A melhor opção nesse caso é a musculação. Ela previne que a doença evolua e ainda evita quedas e todas as suas consequências.

Turbina a imunidade


Exercícios físicos, leves e moderados, praticados regularmente fortalecem o sistema imunológico, uma vez que contribuem para o aumento dos glóbulos brancos (leucócitos), responsáveis pela defesa do organismo. "Sempre que o nosso corpo trabalha de maneira adequada, a imunidade recebe os estímulos necessários para funcionar melhor", explica o especialista.

Combate à insônia


Manter-se ativa te faz dormir melhor, já que o gasto de energia corporal é maior durante o dia. Estudos mostram que os sedentários levam mais tempo para dormir: são, em média, 10 minutos, contra 7 dos que se exercitam. Mas pare tudo umas 2 horas antes de ir para a cama ou o corpo ficará alerta, o que pode prejudicar o descanso.

Eleva a autoestima


Estar com a saúde em dia e ainda perder uns quilinhos é motivo mais do que suficiente para se sentir poderosa, não é?

Favorece novas amizades


Academias, clubes e parques são ambientes perfeitos para conhecer gente nova. Lá, vamos encontrar pessoas que estão buscando o mesmo que nós: melhorar a qualidade de vida. Assim, incentivamos e somos incentivados por elas!

Faz você viver mais


A longo prazo, a prática de exercícios físicos é como uma pílula da juventude: "Quem se mantém ativo a partir dos 35 anos tende a viver entre 6 e 7 anos a mais que os sedentários", diz o médico. Um estudo da Universidade de Cambridge, na Inglaterra, mostrou que eliminar o sedentarismo ajudaria a salvar cerca de 676 mil vidas por ano na Europa!