segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Cães detectam câncer de pulmão com olfato.


Os cães tem uma enorme capacidade para detectar o câncer de pulmão pelo cheiro do hálito da pessoa que está doente. De acordo com uma descoberta na Austrália, esse olfato apurado dos caninos podem levar á criação de um "nariz eletrônico". Essa ferramenta auxiliaria no diagnóstico precoce do tumor, o que possivelmente estenderia a sobrevivência dos pacientes.

"Os cachorros não têm qualquer problema para identificar pacientes com tumores cancerígenos", diz Peter Errhalt, chefe do departamento de pneumologia do hospital de Krems (nordeste da Áustria) e um dos autores da descoberta.

Os cães do estudo sentiram o cheiro de 120 amostras de hálito de pessoas saudáveis e doentes, e eles conseguiram identificar 70% dos casos das pessoas que sofriam câncer de pulmão. Segundo o especialista, esse resultado se mostrou tão promissor que já foi previsto um novo estudo com cerca de 2 anos de duração, agora com amostras de 1200 pessoas. Esse estudo coincide com outros dois estudos já realizados, na Alemanha e nos Estados Unidos.

"O objetivo é determinar quais são exatamente os odores que os cachorros são capazes de detectar", diz Michael Muller, do hospital Otto Wagner de Viena, que colaborou com o estudo. E caso esse objetivo seja alcançado, os cientistas poderão assim, construir esse "nariz eletrônico" com o objetivo de diagnosticar o quanto antes os pacientes com câncer de pulmão, e assim, aumentar as possibilidades de sobrevivência dos mesmos.

Acesse o portal da Singular Medicamentos e conheça nossos produtos em: http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery/

Veja também:

VICTOZA 6 mg/ml

PURINETHOL 50 mg 25 comprimidos

NEXAVAR 200 mg 60 comprimidos

Letrozol 2,5 mg 30 comprimidos

LECTRUM 3,75 mg

GONAL F 300ui

GONAL F 900ui

GLIVEC 100 mg 60 comprimidos

GANVIRAX 250 mg

ANASTROZOL 1 mg 30 comprimidos
















segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

O câncer em animais


Cães e gatos também podem ter câncer?
Câncer é um termo que define os tumores que são considerados malígnos. Os cães e os gatos estão também propensos a desenvolver esse tipo de patologia. 

Os médicos veterinários estão constatando que com o passar dos anos a casuística de tumores em geral tem aumentado, isto porque a expectativa de vida das espécies de companhia também tem aumentado.

Os tipos de cânceres mais comuns nessas espécies:
Pode-se destacar
os carcinomas cutâneos (tumores malignos de pele), comuns tanto nos cães como nos gatos, principalmente nos felinos despigmentados, isto é, animais que não possuem pigmentação protetora à incidência solar, sendo as áreas sem pêlos da face as mais vulneráveis.

Os sarcomas (tumores malignos originados do tecido muscular, adiposo e ósseo) também apresentam uma incidência relativamente alta, porém, em nossa casuística brasileira, são mais vistos em cães.
Os tumores do tecido hematopoiético, assim como os linfomas e leucemias, também acometem tanto cães como gatos, principalmente gatos infectados pelo vírus da leucemia felina (FeLV).
Finalmente, os tumores do sistema nervoso são menos frequentes.

Existe
tratamento para o câncer em animais ou o sacrifício é a única alternativa?

O tratamento pode ser dividido em 3 partes: terapêutica curativa e terapêutica paliativa.  Os métodos utilizados na curativa são a cirurgia, a quimioterapia e a radioterapia.  Já o tratamento paliativo diz respeito a tratar os sintomas e ou disfunções da patologia base (ex: alívio de dor, correção de alterações metabólicas, remoção de obstruções, etc). O fato de um paciente ser portador de um tumor não passível de cura não, necessariamente, indica que este animal deva ser submetido à eutanásia, desde que o mesmo apresente boa qualidade de vida.

A cirurgia para remoção de um tumor maligno (câncer) pode acabar definitivamente com a doença?A cirurgia é considerado o método de tratamento que oferece os melhores resultados de cura, contudo, a técnica cirúrgica deve compreender a remoção de margens de segurança (remoção de tecido sadio periférico ao tumor) e, se necessário, exerese dos linfonodos regionais que drenam a área. Infelizmente muitas cirurgias são mutilantes, pois o resultado estético não é o mais importante.

Como é realizada a quimioterapia em animais?

Algumas poucas drogas podem ser administradas por via oral.Os pacientes submetidos a sessões quimioterápicas recebem, antes e após a droga injetável, um período de fluidoterapia (administração de sôro), isto porque as drogas são muito tóxicas, desta forma não é desejável que haja acúmulo no organismo. O tempo de duração de cada sessão depende do protocolo utilizado (associação de drogas). Alguns protocolos exigem um período de fluidoterapia de maior ou menor duração.

Em que casos podemos usar a crioterapia?

A crioterapia é o método pelo qual podemos causar a morte de células neoplásicas por meio de congelamento. Os principais tumores sensíveis a este tratamento são pequenas lesões cutâneas ou localizadas nas mucosas oral ou perianal, como papilomas (tumores cutâneos benignos), carcinomas basocelular e espinocelular, mastocitomas cutâneos (tumores originados de células mastocitárias) ou mesmo lesões remanescentes do tumor venéreo transmissível canino (TVT) após quimioterapia.
É importante salientar que o diagnóstico precoce é o desejado. Por razões óbvias, é muito mais fácil alcançar a cura em casos iniciais. Para isso, é importante que o clínico tenha consciência que os procedimentos de biópsia são importantes, mesmo que trate de pequenos nódulos, aparentemente benignos. As informações provenientes de um laudo histopatológico (biópsia), associadas às informações clínicas, são pontos importantes na determinação da conduta terapêutica, seja ela clínica, cirúrgica ou combinada.

Acesse o portal da Singular Medicamentos e conheça nossos medicamentos em: http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery/

Veja também:

XELODA 500 mg 120 Comprimidos

PURINETHOL 50 mg 25 Comprimidos

NEXAVAR 200 mg 60 Comprimidos

Letrozol 2,5 mg 30 Comprimidos

HYDREA 500 mg 100 Cápsulas

HEMAX 4000ui

GONAL F 900ui

GONAL F 450ui

GLIVEC 100 mg 60 Comprimidos

GENUXAL 50 mg 50 Comprimidos

GANVIRAX 250 mg 40 Cápsulas

ANASTROZOL 1mg 30 Comprimidos











terça-feira, 4 de dezembro de 2012

Cálculo Renal


Neste programa você entenderá o que são cálculos renais. Conversamos com o Dr. Wilson José Sala, urologista que explicou como são formados, técnicas cirurgicas e muito mais. Saiba sobre os benefícios da cirurgia a laser, a formação dos cálculos e muito mais.

Acompanhe!






Acesse o portal da Singular Medicamentos Especiais em: http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery

Veja também:

VICTOZA 6 mg/ml
NEXAVAR 200 mg 60 comprimidos
Letrozol 2,5mg 30 Comprimidos
HEPTRON 60 mg

HEPTRON 40 mg

HEMAX 4000ui
GONAL F 900ui
GONAL F 450ui
GONAL F 300ui
GENUXAL 50 mg 50 comprimidos

GANVIRAX 250 mg 40 cápsulas
ERITROMAX 4000ui
ANASTROZOL 1 mg 30 comprimidos