terça-feira, 30 de outubro de 2012

Parar de fumar reduz risco de morte prematura

Mulheres que abandonam o cigarro antes de completar 30 anos de idade tem um risco de morte de doenças causadas pelo câncer de pulmão em até 97% reduzidas, ou seja, quanto mais tarde a mulher deixar de fumar, mais tarde e menor vai ser sua taxa de reversão. Esses resultados fazem parte de uma longa pesquisa que foi realizada por mais de uma década com1,3 milhões de mulheres no Reino Unido.

Entre 1996 e 2001, o Million Woman Study, projeto colaborativo do Cancer Research UK e do Serviço de Saúde Nacional (NHS, na sigla em inglês), reuniu 1,3 milhão de mulheres que tinham entre 50 e 65 anos na época do ingresso no estudo. Inicialmente, 20% das mulheres fumavam, 28% tinham abandonado o cigarro e 52% não eram fumantes. Cada uma foi acompanhada por um período de 12 anos.

Quando foi realizado um primeiro, 3 anos após o início da pesquisa, constatou-se que as fumantes tinham quase 3 vezes mais chances de morrer nos nove anos seguintes comparadas ás não fumantes. Isso significa que dois terços de todas as mortes de mulheres fumantes na casa dos 50 aos 70 anos são ocacionados por malefícios causados pelo tabagismo, como o câncer de pulmão, doenças do coração ou derrame cerebral. Ao longo desse levamentamento, 66 mil participantes morreram. Nesses casos, o NHS informava aos pesquisadores a causa da morte.

Apesar de o risco de morte estar relacionado com a quantidade de cigarros consumidos por cada pessoa, o MiIlion Woman Study mostrou que mesmo as mulheres que fumavam menos de 10 cigarros por dia tiveram uma mortalidade duas vezes mais alta em comparação com as não fumantes.

Efeitos Reversivos: Outro resultado desse estudo mostrou que há uma perda de 11 anos na expectativa de vida entre as mulheres fumantes na casa dos 70 e 80 anos.

Richard Peto, professor da Universidade de Oxford e co-autor da pesquisa, afirmou que as mulheres que abandonam o cigarro ganham, em média, 10 anos a mais de vida. Segundo Peto, o Million Woman Study permitiu que pela primeira vez fossem observados diretamente a relação do tabagismo prolongado com a mortalidade prematura de mulheres. Isso porque "tanto no Reino Unido quanto nos EUA as mulheres que nasceram na década de 40 formaram a primeira geração na qual muitas fumaram um número substancial de cigarros ao longo da vida adulta", disse.

Acesse nossa categoria de medicamentos Oncológicos em: https://singularmedicamentos.com/

Veja também:

TEMODAL 100 mg - Frasco com 5 Cápsulas

TEMODAL 140 mg - Frasco com 5 Cápsulas

TEMODAL 180 mg - Frasco com 5 Cápsulas

TEMODAL 20 mg - Fraco com 5 Cápsulas

TEMODAL 250 mg - Frasco com 5 Cápsulas

TEMODAL 5 mg - Frasco com 5 Cápsulas




segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Diabetes aumenta em bairros ruins para caminhadas


Bairros que são projetados ou tem uma maior facilidade para que seus moradores possam caminhar com frequencia, podem ajudar a prevenir a diabetes. Com base no levantamento realizado por pesquisadores do Hospital St. Michael e do Instituto de Ciências Clínicas de Avaliação, e também publicado no periódico Diabetes Care, pessoas que dependem mais do carro para realizar tarefas básicas como pequenas compras, tem 50% de chances a mais de desenvolver a diabetes.

Durante o estudo, se percebeu que os riscos são particularmente mais altos para os novos imigrantes que moram em vizinhanças de baixa renda. Os bairros considerados "menos caminháveis" são aqueles que tem poucos destinos que levam a caminhadas de 10 minutos, como as lojas e os serviços, que têm uma densidade residencial mais baixa e com menos conexão entre as rua. E são essas pessoas, que segundo o estudo, tem 50% de chances a mais de desenvolver a diabetes.

“Embora o diabetes possa ser prevenido com atividade física, uma alimentação saudável e perda de peso, descobrimos que o ambiente onde uma pessoa mora também funciona como um importante indicador para determinar o risco”, diz Gillian Booth, endocrinologista e pesquisadora do Hospital St. Michael e coordenadora do estudo.

Os casos de diabetes estão crescendo no Canadá, mas a mesma tendência ocorre globalmente, até mesmo em países menos industrializados. Isso se deve em parte à mudança residencial da área rural para a urbana em países em desenvolvimento. Essa mudança está, geralmente, associada a um aumento da exposição a alimentos não saudáveis, menos oportunidades de atividade física e a um risco aumentado de se tornar obeso e desenvolver diabetes.

Acesse nosso site e conheça nossos medicamentos especiais em: http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery/


quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Álcool aumenta risco de câncer de mama

Basta uma dose de bebida alcoolica por dia para aumentar o risco das mulheres desenvolverem o câncer de mama em 5%. Essa conclusão, é uma revisão de 113 estudos feitos por pesquisadores da Alemanha, França e Itália, publicada recentemente no periódico Alcohol and Alcoholism.

Para as mulheres que bebem mais - três ou mais doses ao dia - o risco de contrair a doença sobe para 50%.

"Os resultados indicam que mulheres com elevado risco de desenvolver câncer de mama (como as que têm casos na família) devem evitar bebidas alcoólicas ou consumi-las apenas ocasionalmente", ressaltaram os pesquisadores.

Segundo o estudo, essa relação entre álcool e câncer de mama foi estabelecida pela primeira vez na década de 1980. Acredita-se que o álcool aumente os níveis do hormônio estrogênio, aumentando o risco de câncer de mama. Pesquisas já demonstraram que o álcool está associado a cânceres conhecidos como “receptores positivos de estrogênio”, que necessitam do hormônio para crescer.

Para os pesquisadores, 2% dos casos de câncer de mama na Europa e na América do Norte estão relacionados com o baixo consumo de álcool, e 50.000 casos em todo o mundo se devem ao consumo pesado.

No Brasil, de acordo com estimativas do Instituto Nacional de Câncer (INCA), serão registrados 52.680 novos casos em 2012. Em 2008, ano com as últimas estatísticas disponíveis, morrem 11.969 mulheres em decorrência do câncer de mama.

Confira outros medicamentos oncológico da Singular em: http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery/10-oncologia

VEJA TAMBÉM:

ANASTROLIBBS 1 mg - Caixa com 28 Comprimidos

Letrozol 2,5 mg - Caixa com 30 Comprimidos

ARIMIDEX 1mg - Caixa com 28 Comprimidos Revestidos




quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Musculação reduz risco de diabetes

O primeiro estudo que buscou analisar os efeitos da musculação sobre os riscos de diabetes tipo 2, avaliou que esse tipo de atividade, independente da prática de exercícios, já é capaz de diminuir as chances de uma pessoa apresentar essa doença.

Porém, de acordo com a pesquisa, que foi realizada na Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, a probabilidade de não desenvolver essa condição é ainda menor quando atividades como aeróbica e muscular são associadas. E as conclusões desse trabalho foram publicadas recentemente no periódico "Archives of Internal Medicine."

Por 18 anos os pesquisadores acompanharam 32 mil homens que analisaram características, como a prática de atividade física, sedentarismo, tabagismo, consumos alimentares e consumo de álcool, além de se os participantes possuiam casos de diabetes na família.

Durante esse período, 2278 voluntários foram devidamente diagnosticados com diabetes tipo 2. Os resultados dessa pesquisa mostraram que a prática de exercícios que envolvam o fortalecimento muscular, diminui as chances de uma pessoa ter diabetes tipo 2 em 34% em comparação com não praticar nenhum tipo de exercício. E essa reação ocorreu mesmo com treinos realizados em menor intensidade.

Por outro lado, a associação entre esse tipo de exercício com algum outro aeróbio reduz esse risco em até 60%.

“Até agora, as outras pesquisas indicaram que as atividades aeróbicas são de grande importância para a prevenção da diabetes tipo 2. Porém, muitas pessoas têm, por diversos motivos, dificuldade em aderir esse tipo de exercício. Nosso estudo sugere que a musculação pode ser uma alternativa para as atividades aeróbicas para aqueles que buscam se prevenir da doença”, diz Andres Grontved, coordenador do trabalho.

Acesse e conheça o site da Singular Drogaria e Medicamentos Especiais em:
http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery/

Confira também os novos medicamentos da Singular:

DERMAZELAIC GEL 15 GRAMAS

CLAQUINONA CREME 30 GRAMAS

HORMOSKIN CREME 30 GRAMAS

MODIK CREME 12 SACHÊS





terça-feira, 23 de outubro de 2012

Mitos e verdades sobre a Anemia


A anemia ferropriva afeta quase metade das crianças, segundo os dados apresentados pelo Ministério da Saúde. Entre as grávidas, a preva é de 15% a 30%. Apesar de ser tão comum, essa doença ainda é ligada a uma série de mitos.


O hematologista Sandro Melim, do laboratório Sergio Franco Medicina Diagnóstica, tirou as dúvidas mais comuns nos consultórios.

— Para começar, anemia e leucemia são doenças completamente diferentes. A anemia é a deficiência da proteína hemoglobina no sangue. A leucemia, uma doença na medula, que produz as células sanguíneas — explica o especialista.

A hemoglobina é uma proteína que fica dentro dos glóbulos vermelhos. É ela quem transporta o oxigênio para todas as partes do nosso corpo. Quando há um quadro de anemia, a oxigenação fica insuficiente e a pessoa começa a se sentir muito cansada, indisposta e sonolenta.

— As dores nas pernas, entretanto, não são sintomas da anemia. Essa é outra confusão comum que as pessoas fazem — afirma o médico.

Para tratar o problema, o ideal é buscar a sua causa, que pode ser desde má alimentação, uma menstruação muito intensa ou uma doença gástrica. Além disso, o médico pode indicar comprimidos para repor os estoques de ferro no corpo.
— Comer qualquer carne vermelha, não só o fígado, também ajuda.

Agora tire suas dúvidas:

ANEMIA É SEMPRE SINAL DE MÁ ALIMENTAÇÃO: MITO.
A principal causa de anemia em crianças é a desnutrição. Mas há outros motivos comuns como as doenças parasitárias (verminoses). Em adultos, a principal causa é a perda de sangue.

CRIANÇAS PORTADORAS DA DOENÇA NÃO PODEM PRATICAR ESPORTES: MITO
A anemia não é contraindicação para a prática de esportes. O que pode acontecer é um cansaço maior, que leve com que a própria pessoa não queira se exercitar.

A DIABETES É UMA DAS CAUSAS DA DOENÇA: VERDADE.Existe um tipo de anemia ligada a doenças crônicas, como a diabetes e problemas com a tireóide. Embora o organismo tenha estoques de ferro, ele não consegue utilizar a substância.

A ANEMIA PODE TER ORIGEM GENÉTICA: VERDADE
O tipo mais comum é a anemia falciforme. Quem tem a doença, nasce com um defeito nos genes responsáveis pela produção da hemoglobina. Assim, os glóbulos vermelhos se destróem mais rápido e o corpo não consegue repor toda essa perda.

ANEMIA MAL TRATADA PODE VIRAR LEUCEMIA: MITO

A leucemia causa anemia porque é a medula óssea não produz corretamente os glóbulos vermelhos, brancos e as plaquetas. Mas uma anemia mal curada nunca evolui para uma leucemia.

Acesse o site da Singular Medicamentos e conheça nosso departamento de medicamentos de Neufrologia em: http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery/13-nefrologia

Veja também:

ERITROMAX 10000UI

HEMAX 4000UI

ERITROMAX 4000UI

ALFAEPOETINA HUMANA RECOMBINANTE 40000UI


segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Dormir pouco pode levar a um alto risco de câncer de mama agressivo

Dormir pouco pode ser um fator muito importante no aparecimento do câncer de mama de forma agressiva, foi o que apontou um estudo realizado em uma universidade americana. Esse estudo é o primeiro a buscar uma relação entre a doença e o repouso, também concluiu que o sono insuficiente está diretamente relacionado com uma maior probabilidade da doença.

Participaram da pesquisa 412 mulheres que já haviam passado pela menopausa e que também tinham acabado de ser diagnosticadas com o tumor na mama. Elas responderam a questionários que continham perguntas como qual era a duração média do sono delas nos ultimos dois anos. Os autores descobriram que as pacientes que dormiam em média, menos de seis horas por noite, foram aquelas que apresentaram os tumores considerados mais agressivos e as maiores chances de recorrência da doença após o tratamento.

"As conclusões sugerem que a falta de sono suficiente pode causar tumores mais agressivos, mas mais pesquisas precisam ser feitas para compreendermos as causas desta associação", diz a coordenadora do estudo, Cheryl Thompson.

A autora lembra que essa relação foi estabelecida em mulheres que estavam na pós-menopausa, e que ela pode não ser a mesma entre pacientes que não passaram por esse período. “A duração do sono é um perigo para a saúde pública, já que também pode desencadear obesidade, diabetes e doença do coração. Uma intervenção eficaz em aumentar o tempo em que um indivíduo dorme e melhorar a qualidade de seu sono pode ser um bom caminho para evitar essas doenças e também tumores agressivos na mama”, afirma.

Acesse e conheça nosso departamento de medicamentos oncológicos em: http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery

Veja também:

Anastrozol 1 mg - Caixa com 30 Comprimidos

Letrozol 2,5 mg - Caixa com 30 Comprimidos





Aprenda a manusear, ajustar a dose e guardar seu Victoza



Acesse e confira mais medicamentos em: http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery




Stress no trabalho dobra o risco de diabetes em mulheres

Mulheres que sofrem de stress no seu local de trabalho e que ocupam de certa forma cargos de hierarquia baixa correm um risco duas vezes maior de desenvolver diabetes do que as que não sofrem pressão profissional, aponta um estudo publicado recentemente no periódico "Occupational".

Estudos realizados em institutos de pesquisas, mostrou uma relação entre grau de autonomia no trabalho e a incidência da diabetes nas mulheres. Foram analisadas 7.443 pessoas em atividade durante nove anos, e os cientistas descobriram desses casos de diabetes devido ao stress profissional nas mulheres foi de 19%. Essa quantidade chega a ser superior ás relacionadas com o tabagismo, a bebida, a atividade física ou ao nível de consumo de frutas e verduras, mas menor que o risco apresentado pela obesidade.

Segundo os pesquisadores, outros motivos além da alimentação inadequada e do baixo gasto calórico, explicam essa relação entre stress no trabalho e diabetes. Eles dizem que a doença se favorece por conta de perturbações que são geradas no sistema imunológico, que provocam uma maior produção de hormônios como a adrenalina.

Essa pesquisa não identificou no entanto, a mesma relação entre os homens. De acordo com a mesma, os homens não reagem da mesma forma quanto ao stress no plano hormonal e nos seus hábitos de consumo.

Acesse o departamento de medicamentos da Singular Drogaria e Medicamentos Especiais em: http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery/


sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Teste sua saúde!

Faça o teste e veja como está sua saúde antes de iniciar atividade física!

TESTE 1 - PARA PESSOAS COM IDADE INFERIOR A 30 ANOS.

Responda sim ou não para as questões abaixo:

1. Seu médico já disse que você possui um problema cardíaco e recomendou atividades físicas apenas sob supervisão médica?
2. Você tem dor no peito provocada por atividades físicas?
3. Você sentiu dor no peito no último mês?
4. Você já perdeu a consciência em alguma ocasião ou sofreu alguma queda em virtude de tontura?
5. Você tem algum problema ósseo ou articular que poderia agravar-se com a prática de atividades físicas?
6. Algum médico já lhe prescreveu medicamento para pressão arterial ou para o coração?
7. Você tem conhecimento, por informação médica ou pela própria experiência, de algum motivo que poderia impedí-lo de participar de atividades físicas sem supervisão médica?

Resultado
Caso você responda "sim" a alguma das questões, não inicie a atividade sem antes consultar um médico.

TESTE 2 - PARA PESSOAS COM IDADE SUPERIOR A 30 ANOS: FATORES DE RISCO PARA DOENÇA CORONÁRIA.

Responda sim ou não para as questões abaixo:

1. Idade: homem acima de 45 anos ou mulher acima de 55 anos?
2. Colesterol - acima de 240 mg/dl ou desconhecida (não sabe)?
3. Pressão arterial - acima de 140/90 mmhg, desconhecida ou usa medicamento para a pressão?
4. Tabagismo - fuma?
5. Diabetes - tem diabetes de qualquer tipo?
6. História familiar de ataque cardíaco - pai ou irmão antes de 55 anos ou mãe ou irmã antes dos 65 anos?
7. Sedentarismo - atividade profissional sedentária e menos de 30 minutos de atividade física pelo menos três vezes por semana?
8. Obesidade - mais de 10 kg de excesso de peso?

Resultado
Duas respostas positivas ou mais são a senha para você consultar um médico antes de iniciar seus exercícios.

Fonte: SBC - SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA

Visite nosso portal e acesse a nossa categoria de medicamentos para o departamento de cardiologia em: http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery/18-cardiologia

Veja também:

PREVELIP CAIXA COM 60 COMPRIMIDOS

ENOXALOW 20 MG SOL INJ CAIXA COM 10 SER PREE X 0,2ML
CLEXANE 20 MG SOL INJ 2 SER PRE-ENCH x 0,2 ML

VALSACOR 160 MG - CAIXA COM 30 COMPRIMIDOS









Diagnóstico de doença renal é tardio no Brasil, segundo médico

Um dos problemas de maior gravidade em relação á doenças renais no Brasil, é que os pacientes iniciam o tratamento em uma fase considerada avançada da patologia, segundo o médico Daniel Rinaldi dos Santos, presidente da Sociedade Brasileira de Nefrologia.

O número de pacientes que necessitam de diálise, que é um tratamento que o sangue é filtrado de maneira artificial, é de 91.314 no país, como informa o Centro de Diálise de 2011.

O médico analisou que, no entanto, outros países apresentam esse número total muito maior, o que pode consequentemente indicar que existem falhas de diagnóstico por aqui.

A doença renal crônica não está sendo identificada, e isso ocorre porque se o paciente chegar em fases iniciais da doença, é possível prepará-lo da melhor maneira possível para o transplante, diz o especialista.

Os grupos principais que podem se beneficiar com essas ações de profilaxia são os que tem hipertensão e diabete - que são as duas principais causas da doença crônica renal. Todos esses pacientes devem realizar simples testes de rotina de forma periodica: um exame de sangue com o intuito de medir a creatinina e um exame de urina que possibilita identificar a perda de proteína.

Acesse o departamento de medicamentos de nefrologia da Singular Drogaria e Medicamentos Especiais em: http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery/13-nefrologia

Confira também:

ALFAEPOETINA HUMANA RECOMBINANTE 4000UI

ALFAEPOETINA HUMANA RECOMBINANTE 40000UI

ERITROMAX 4000UI

FILGRASTINE 300 MCG INJETÁVEL 1FAx1ML

GRANULOKINE 30 MCG 1 SERINGA DE 0,5ML








quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Capa em glóbulos vermelhos pode criar sangue universal

Alguns cientistas anunciaram um passo extremamente importante rumo á transfusão de sangue universal. Eles são pesquisadores da Universidade de McGill, no Canadá, e desenvolveram uma forma de envolver células sanguíneas em cápsulas feitas de polímero. Essa "coberta" serve como um disfarce, e faz com que a célula fique invisível ao sistema imunológico do paciente.

O tipo errado de sangue em uma transfusão pode desencadear reações muito graves e levar até a morte. Por esse motivo, muitos cientistas tentam a muito tempo desenvolver uma célula sanguínea que serve para qualquer pessoa. Para chegar a esse "sangue universal", foi desenvolvida uma casca de polímero que envolve as células que estão vivas e com isso, sua principal função é mantida: oxigenar os órgãos do corpo.

Para realizar uma transfusão, é preciso que o sangue doador seja compatível com o de quem vai receber o mesmo. Existem 8 tipos comuns de sangue que são baseados em quatro grandes grupos — A, B, AB e O.

Cada tipo de sangue determina os antígenos que são encontrados na parte superior das células sanguíneas. O tipo A possui apenas o antígeno A, o tipo B têm o antígeno B e assim por diante. As pessoas do tipo O são consideradas doadoras universais porque esse tipo de sangue não possui nem o antígeno A nem o B.

Os antígenos provocam a ação dos anticorpos que, na presença de um tipo de sangue diferente, atacam os glóbulos vermelhos, podendo causar a morte da pessoa que recebeu o sangue.

A Singular Drogaria e Medicamentos Especiais possui uma série de medicamentos com indicação para os mais variados tratamentos, como citado na matéria acima, da produção de glóbulos vermelhos.
Acesse e conheça nosso delivery e nossos medicamentos em:

http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery/

ERITROMAX 4.000UI

HEMAX 4000UI

ERITROMAX 3.000UI

ERITROMAX 10000ui


quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Conhecendo um pouco mais sobre doenças cardíacas


O que são?
As doenças cardíacas são fatores que predispoem uma pessoa condições maiores de desenvolver doenças do coração e de seus vasos. Existem uma série de fatores considerados de riscos para doenças cardiovasculares, que podem ser subdivididos em mutáveis e imutáveis.

Fatores Imutáveis:São fatores que não podemos alterar, e consequentemente, não podemos tratá-los. Exemplos:

Hereditários: Filhos de pessoas que possuem doenças cardiovasculares tem uma maior chance de desenvolver uma doença desse grupo. Pessoas de pele negra são mais propensas a hipertensão arterial e nos mesmos ela tem um curso mais severo.

Idade: Quatro entre cinco pessoas acomedidas desse tipo de doença estão acima dos 65 anos.

Sexo: Homens possuem maiores chances de sofrer ataque cardíaco e os mesmos ocorrem numa faixa etária menor. Mesmo após a menopausa, período em que a taxa das mulheres aumenta, ela não chega a ser tão elevada quanto a dos homens.

Fatores Mutáveis:São fatores que podemos influir mudando, tratando e prevenindo. Exemplos:

Fumo: O risco de um ataque cardíaco em um fumante é duas vezes maior do que em um não fumante. Um adepto da nicotina tem chances entre duas a quatro vezes maior de morrer subitamente do que um não adepto. Fumantes considerados passivos também tem seus riscos crescentes, ligados a doenças cardíacas.

Colesterol Elevado:
Os risco de doenças do coração aumentam conforme o nível de colesterol vai também evoluindo. Somado a outros fatores considerados de risco como a pressão arterial e o próprio fumo, esse risco ainda é maior e é agravado pela idade, pelo sexo pela dieta do paciente.

Vida Sedentária: A falta de atividade física é outro fator de extrema importância para o desenvolvimento de doenças coronárias. Exercícios físicos regulares e moderados tem um importante papel na prevenção desses tipos de doenças.

Obesidade: O excesso de peso tem uma enorme possibilidade de provocar um acidente vascular cerebral (AVC) ou doença cardíaca, mesmo com a ausência dos fatores já citados. A obesidade exige um maior esforço do coração e com isso prejudica outros sistemas do nosso corpo.

A Singular Drogaria e Medicamentos Especiais possui uma série de medicamentos que tem indicação para o tratamento de diversos tipos de doenças, como as cardíacas, como o Prevelip.
 Acesse e conheça nossa loja virtual em: http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery/


terça-feira, 16 de outubro de 2012

Café pode reduzir riscos de câncer de pele

Quanto maior for a ingetão de café com cafeína durante o seu dia, menores serão os risos de se desenvolver o carcinoma basocelular, um tipo de câncer de pele comum porém menos agressivo.

É a descoberta realizada por pesquisadores da Universidade de Havard, e foi também publicada em um famoso periódico da Associação Americana para a Pesquisa em Câncer. “Não recomendaria, no entanto, o aumento no consumo de café com base apenas nesses dados”, diz Jiali Han, da Escola de Medicina de Harvard e responsável pela pesquisa.


No Brasil, dados do Instituto Nacional do Câncer (INCA), 70% dos 134 mil casos novos de câncer de pele não melanoma que devem ser diagnosticados em 2012 serão do tipo citado acima.

Durante esse levantamento, 112.897 foram analisados, e cerca de 22.786 desenvolveram o carcinoma durante os 20 anos de acompanhamento.

Uma associação inversa foi observada entre o consumo de café e os próprios riscos para a doença – contudo, o café descafeinado não foi associado com a redução dos riscos. "Esses resultados sugerem que é o café com cafeína o responsável pela redução nos riscos de carcinoma basocelular", diz Han. "Isso seria consistente com dados já publicados sobre pesquisas animais, que indicam que a cafeína pode bloquear o desenvolvimento de tumores na pele."
Constrastando as descobertas concluiu-se que, tanto o consumo de café ou somente o da cafeína (em chás, por exemplo) não foram associados com duas outras formas de câncer de pele mais letais – melanoma e carcinoma de células escamosas. No grupo estudado, houve 1.953 casos de carcinoma de células escamosas e 741 de melanoma. "É possível que esses números sejam insuficientes para quaisquer associações com o consumo de café", diz Han.

A Singular Medicamentos Especiais possui uma série de medicamentos com indicação para o tratamento de uma série de doenças, como o câncer de pele. Acesse e conheça nossa loja virtual em:

http://singularmedicamentos.com/farmaciadelivery/


segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Bem Vindo a Singular Drogaria e Medicamentos Especiais

A Singular Medicamentos Especiais tem a missão de tornar-se referência no segmento delivery farmacêutico e para isso, contamos com um atendimento personalizado.

Não cobramos taxa de entrega: Capital, ABC, Osaco e Guarulhos.

Nossa farmácia está situada na Rua do Oratório, 1.606 - Conjunto 1105 - Moóca - São Paulo/SP.
Contato: (11) 2021-3442 e (11) 2021-5915
Plantão: (11) 98785-2037